Como recebê-lo?

O Que significa Batismo com Espírito Santo?

Significa tornar-se separado, pronto para servir; ser instrumento do Pai Eterno nesta terra, e não é fácil conquistar esta maior dádiva. É o Consolador prometido pelo Senhor Jesus Cristo, após cumprir o seu propósito na terra e ter retornado aos braços do Pai eterno.

É o Guia para evitar nos  perdermos nos atalhos deste mundo passageiro, funciona como um GPS. Quando alguém começa a conhecer a palavra de Deus, se empolga ao ouvir sobre o Espírito Santo, falo isso porque acontecia comigo.

Então procura saber quem é, e como conseguir ser morada dEleÉ a plenitude da Santíssima Trindade-(Deus Pai, Deus Filho Jesus Cristo e o Espírito Santo), dentro do ser humano que passa pelo novo nascimento.

  Depois de muito sofrer, pela grandiosa misericórdia do Pai da Criação, Ele me proporcionou esta experiência mais gloriosa que tudo, a melhor e maior dádiva que alguém pode ter.

O Senhor Jesus disse: se me amais, guardai os meus mandamentos, rogarei ao Pai e Ele vos dará outro Consolador para ficar convosco para sempre. (João 14:15-18).

Quando alguém recebe o Selo de Deus, o que acontece?
Após o batismo com o Espírito Santo, a pessoa deixa de ser apenas criatura, torna-se filho(a), cidadã(o), propriedade exclusiva  do Senhor. 

Em primeiro momento, nasce o desejo de querer ir logo embora deste mundo de maldades morar junto do Pai eterno, ao contrário de outrora quando sentia pavor da morte. 

Junto com o selo, nasce a vontade de ser instrumento para salvar outros das mazelas desta terra, de fazer algo pelas almas.Mas, Ele vem fazer morada quando a pessoa entrega a totalidade do seu ser, 

então começa a trabalhar no centro da vida, substitui o coração de pedra,  pelo coração de carne, maleável de ser moldado e torna- se em terra  fértil e frutífera para o seu reino.

Ele capacita o incapacitado para os propósitos da sua obra na terra, não para a pessoa investir nos próprios interesses e prazeres da sua vida.

O Que fazer para receber o Espírito Santo?

O Candidato precisa provar o seu amor, mostrar a sua consideração e submissão a tudo que diz na sua palavra. Deixar de praticar as obras carnais, renunciar a sua vida dos prazeres mundanos e fazer com que a sua natureza pecaminosa se torne infrutífera.

Quando uma pessoa começa a se interessar por outra, é normal querer saber mais e procura se aproximar para saber o que pode fazer para agradar e chamar a sua atenção. 

Assim acontece com o interessado no batismo com o Espírito Santo, quer se aproximar e saber o que pode fazer para agradar e chamar a atenção dEle.Quer se limpar, batiza-se nas águas, faz jejum, ler  e medita na palavra diariamente, passa a ser frequente na casa de Deus, se mantém separado do pecado e persevera nas disciplinas do reino para ser um vaso pronto.

A Principal finalidade do batismo com o Espírito Santo, é conseguir se manter salvo, vivendo neste mundo de perdição. Segundo; servir de instrumento para resgatar almas perdidas como um dia estivemos. 

Se torna testemunha verdadeira, não apenas pregador(a) da letra, da ressurreição do Senhor Jesus, mas de alguém que de fato ressuscitou dentre os mortos e vive.Quando vivemos apenas em prol das coisas terrenas e da carne, a vida espiritual fica morta para as coisas do reino celeste.

Não é nada fácil viver em um mundo que não faz mais parte da sua essência, a sensação é como se fosse um extra terrestre diante de tudo que assiste.

O Selo protege e alerta sobre perigos, para evitarmos que o mal atinja a nossa fé; é a fortaleza para suportar na maioria das vezes em silêncio os dias maus, as  calúnias, traições, injustiças.

Sofrimentos por causa das mentiras que espalham, na certeza que no final, o perfeito Advogado e Justo Juiz está vendo tudo e fará a justiça se cumprir no momento oportuno.

Enfrenta lutas, perseguições, traições, aflições, e outras inúmeras setas venenosas, mas, anda de cabeça erguida sem odiar aquele que lhe persegue e se faz inimigo.O selo do Espírito Santo, não é para se acomodar e esperar que tudo de bom aconteça como uma mágica, sem que a pessoa se mova para isso.

E, devemos fazer a nossa parte; vigiar continuamente para não voltar ao lamaçal, ao vômito e não esquecer de onde Deus nos tirou. Vigiar, para não cuspir no prato que um dia a alimentou com o único alimento que sacia a alma e guiou ao único caminho que leva para a vida com Deus.

Está escrito: aquele que diz que permanece nEle, esse deve também andar como Ele andou, (1 João 2:6). Então é prudente sempre observar as nossas práticas.


O Perigo da língua

Comentários